EM FEVEREIRO TEM CARNAVAL! Na terra de Dionísio Barbosa, um dos precursores do legítimo samba paulista

O prefeito José Maria Candido e o vice-prefeito Ruy Gomes da Silva Júnior, secretário interino de Turismo e Meio Ambiente, anunciam que a Prefeitura irá realizar as festas carnavalescas de 2020, visando proporcionar diversão aos moradores e fomentar o turismo, tendo em vista que Itirapina é município de interesse turístico (MIT), e o evento faz parte do nosso calendário oficial.

Outro dado interessante é que em nossa cidade nasceu um dos ícones do samba paulista. O fato é que a história do samba em São Paulo é feita de alguns grandes nomes. Um deles e talvez o primeiro é Dionísio Barbosa, negro da primeira geração de escravos livres, que foi para a capital em busca de oportunidades como liberto. Nascido em 1891, em Itirapina (anteriormente comarca de Rio Claro), Dionísio uniu a expressão do interior paulista com a influência do samba do Rio de Janeiro, onde conheceu a Festa da Penha e todas as tradições carnavalescas cariocas.

Em 1914, reuniu sua família e foi para as ruas festejar, cantar e tocar o samba que iniciou a tradição dos cordões, criando uma manifestação genuína, bem típica de São Paulo. Já havia na cidade eventos carnavalescos, mas eram manifestações da classe rica e branca. O Cordão Barra Funda era o primeiro movimento cultural organizado dos negros, o primeiro cordão da cidade de São Paulo, em que os homens ensaiavam e desfilavam pelas ruas vestidos com camisas verdes e calças brancas. Este movimento foi o embrião do hoje Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Camisa Verde e Branco. (fonte de apoio: jornal da USP/ jorusp)

Mapa Turistico

© 2020 Prefeitura Municipal de Itirapina - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por UP! Comunicação Integrada